segunda-feira, 11 de maio de 2015

Ao lado de Dilma, Lula diz que ‘tem que prestar atenção nas pessoas que não protestam’

Ao lado de Dilma, Lula diz que ‘tem que prestar atenção nas pessoas que não protestam’
Foto: Reprodução Instagram Rozangela Lyra
No concorrido casamento do cardiologista Roberto Kalil Filho e da endocrinologista Claudia Cozer, no sábado (9), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que não pode ser contra as pessoas que protestam, em referência ao panelaço durante a propaganda eleitoral do PT na última terça-feira (5). Dividindo a mesa com a presidente Dilma Rousseff (PT) e os presidentes da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB), Lula disse não ter visto ou ouvido as manifestações contrárias ao programa eleitoral petista. "Olha, eu não vi, eu não ouvi o panelaço. Eu estava no meu escritório, lá [na região do Ipiranga] não teve panelaço, em São Bernardo foi fraco. Eu não vou ser contra as pessoas que protestam. Mas eu acho que a gente tem que prestar atenção também nas pessoas que não protestam”, apontou Lula, segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Para o ex-presidente, o segundo mandato de Dilma ainda não começou. “Eu digo que o segundo mandato da Dilma ainda não começou. Ela está arrumando a casa. O Brasil é muito rico, forte, vai superar, vai deslanchar”, teria respondido o petista ao brindar com uísque a chegada do senador Omar Aziz (PSD-AM), único a degustar com ele o destilado: “Político, na frente de jornalista, só bebe vinho. Finalmente encontrei alguém para brindar com uísque”. Também no casamento, o presidente da Câmara acabou relegado a segundo plano pela própria família: ficou sozinho na mesa enquanto a mulher e a filha tiravam fotografias com a presidente Dilma.

Nenhum comentário: